Não é de hoje que eventos virtuais se tornaram parte de nossa rotina. Depois de mais de 1 ano e meio de regime de quarentena e com todas recomendações para o cancelamento de eventos presenciais, o mercado entendeu a necessidade de adaptação da modalidade física para virtual a fim de manter a frequência de seus eventos, a fidelização de seus clientes e obter uma mínima receita para manutenção de seu negócio.

Agora já podemos ver os primeiros passos a caminho da reabertura dos eventos presenciais, utilizando, para isso, de todas medidas de segurança cabíveis, porém não podemos destacar o potencial dos eventos virtuais e híbridos para esse novo cenários que enfrentaremos nos próximos meses e anos.

E uma das grandes preocupações ao realizar um evento virtual ou híbrido é relacionada a sua monetização. Afinal, como podemos realizar um evento online e ainda obter lucratividade e um ROI (Return Over Investment) positivo? o ROI nada mais é do que a análise de todo valor gasto em seu evento em relação ao retorno monetário recebido, seja ele através da vendas dos ingressos ou de patrocínios, e sua metrificação é de extrema importância para calcularmos o retorno financeiro em cima do investimento exercido para a realização do evento.


Agora que sabemos que é possível e você deve se preocupar com a monetização de seu evento online, vamos discutir algumas dicas de como você pode agregar mais valor ao seu evento para conseguir aumentar sua receita.


1- Conheça seu público


Antes de mais nada, conheça o público que você quer atingir em seu evento. Nesse momento é hora de parar a busca por fórmulas mágicas na internet, receitas prontas para você monetizar seu evento e sim analisar com detalhes o perfil de seu público.

Caso seu evento seja voltado para o público estudante, estude formas de atrair a atenção de sua audiência através de meia entradas, parcerias com escolas ou universidades para oferecer condições especiais para alunos dessas instituições. Ou no caso de eventos comerciais, estude criar diferentes tipos de ingressos com diferentes tipos de benefícios como, por exemplo:

a) Ingresso público geral: oferece acesso às transmissões ao vivo durante a realização do evento.

b) Ingresso VIP: oferece acesso às transmissões ao vivo durante a realização do evento e por mais 30 dias após o término do evento.

c) Ingresso VIP Plus: oferece acesso às transmissões ao vivo durante a realização do evento e por mais 30 dias após o término do evento, além de interação exclusiva com palestrantes via videoconferência.


2- Não tenha medo de realizar testes

Após analisar cuidadosamente o perfil de seu público, é hora de testar algum modelo de monetização. Apesar da palavra “teste” parecer algo super arriscado e geralmente foge do cotidiano da maioria das pessoas, é importante entender que eventos online ainda são uma novidade tanto para quem organiza, quanto para quem participa, e por isso não há uma fórmula do sucesso.

Sendo assim, é hora de você executar um plano A de monetização. Seja ele através da cobrança de ingressos, ou da criação de diferentes tipos de ingressos com diferentes benefícios, ou até mesmo da criação de cotas de patrocínio, você deve ter bem claro em seu planejamento qual modelo gostaria de testar. Evite testar muitos modelos ao mesmo tempo, pois sua capacidade de análise do que realmente deu certo e o que deu de errado se torna limitada e confusa.

Outro fator mega importante nesse momento é saber metrificar. Como um velho amigo me disse “não dá para melhorar o que não é metrificado”, por isso acompanhe frequentemente a monetização de seu evento e destaque as métricas mais importantes para você e seu negócio.

Com tudo metrificado, é hora de analisar. Adotou um modelo e obteve resultados positivos? Ótimo, é hora de seguir com esse modelo e buscar outras opções que podem colaborar ainda mais com a monetização de seu evento. 

Adotou um modelo e obteve resultados negativos? Ótimo também! É sinal de que você está realmente conhecendo o que não funciona com seu público e agora é hora de estudar outro método que possa fazer sentido para sua audiência.


3- O que monetizar e como?

Já entendemos a estrutura base para você começar a pensar em monetização de seus eventos online, mas ainda falta a parte prática do negócio. E aqui vai uma lista de ideias para você executar no seu negócio, mas lembre-se nem todas farão sentido para seu tipo de evento ou seu público, por isso siga rigorosamente os passos 1 e 2 mencionados anteriormente.


a) Cobre por seus ingressos


Umas das opções mais comuns é estimular a venda de ingressos pagos em seu evento. Para isso, utilize uma média de 25% do valor do ingresso cobrado para o evento presencial.


b) Cobre pelos certificados do evento

Um dos elementos mais pedidos no pós evento é justamente o envio de certificados para oficializar a participação de seu público durante as atividades do evento online. Ferramenta extremamente útil para atestados, ganho de créditos em universidades, visto com bons olhos em processos seletivos, certificados podem ser um fator chave para monetizar seu evento.


c) Busque patrocinadores

Uma outra saída caso não queira cobrar de seu público é a busca por patrocinadores para o seu evento. Por meio de diferentes cotas com diferentes valores e benefícios, você estimula a participação de empresas que podem enxergar o seu evento online como uma grande oportunidade de branding, realização de novos negócios, parcerias e aproximação com potenciais clientes.


d) Crie comunidades exclusivas

É natural do ser humano querer se sentir parte de uma comunidade exclusiva e aproveitar dos seus inúmeros benefícios. Por isso, aproveite para criar vantagens exclusivas como a oportunidade de 1:1 com palestrantes, brindes de palestrantes, acesso à conteúdos exclusivos, que agreguem valor para seu público.


Pronto para monetizar seu evento online e conseguir mais uma fonte de receita para o seu negócio? Então aproveite para dar uma olhadinha nas ferramentas exclusivas que a plataforma da Kosmos pode oferecer para o seu evento e não deixe de acompanhar o nosso blog